Mensagem do Presidente

NFS Coissoro 20120223 007Hoje, a Academia, a Investigação e a Sociedade encontram-se estreitamente interligadas. Assim, as Unidades de I&D assumem uma importância insubstituível para conciliar as necessidades próprias da Academia com as da Sociedade Civil, nas suas diversas áreas.

Neste sentido, o Instituto do Oriente (IO) tem como objetivo principal estudar a História contemporânea da Ásia e as perspetivas do futuro, principalmente nos seus principais países, nomeadamente China, Índia, Indonésia, Coreia do Sul e Japão, enfatizando o relacionamento bilateral com Portugal e com a União Europeia. Desta forma, procura contribuir para a produção de conhecimento científico e de conhecimento empírico, fundamental para os diversos atores da sociedade civil com interesse em promover as suas atividades de colaboração e cooperação com os seus congéneres no Oriente.

Como Presidente do Instituto do Oriente, aproveito a oportunidade para saudar e agradecer a todos aqueles que visitam o nosso sítio eletrónico, esperando que os conteúdos disponíveis possam ser um bom ponto de partida para os projetos que venham desenvolvendo, tanto a nível pessoal como a nível profissional.

Narana Coissoró

Presidente

voltar ao topo

Daxiyangguo - Revista Portuguesa de Estudos Asiáticos

Revista de Imprensa Asiática Principais Notícias

  • sexta, 23 fevereiro 2018 Palestina - EUA - ONU

    Speaking to the Council after almost nine years, Abbas said Palestine will push for full membership in the UN, where it now has only observer status, and that would be a condition for a peace settlement.

     

     

  • sexta, 23 fevereiro 2018 ONU - Camboja

    The Senate yesterday passed controversial amendments to the Constitution and Penal Code despite an appeal from the United Nations to reconsider their impact on free speech and political participation.

  • sexta, 23 fevereiro 2018 China - Myanmar

     

    The Belt and Road Initiative puts Myanmar’s natural capital and the lives and livelihoods of 24 million people - half of the country’s population - at risk, according to a report from World Wide Fund for Nature in Myanmar.

     

     

Ver todas