Sudeste Asiático e Ásia do Sul

Sudeste Asiático e Ásia do Sul
  • equipa:
    • Akiko Sugiyama
    • André Saramago
    • Andrea Valente
    • Célia Belim
    • Isabel Amaral
    • Mónica Ferro
    • Narana Coissoró
    • Pedro Matias Santos
    • Sandra Balão
    • Stella António

O Grupo de Investigação sobre o Sudeste Asiático e Ásia do Sul tem desenvolvido o seu trabalho com especial enfoque nos seguintes temas: construção de Estados (e fenómenos conexos, como a fragilidade ou o colapso de Estados), numa perspectiva de cruzamento das Relações Internacionais, da Ciência Política e da Antropologia; nesta mesma óptica interdisciplinar, tem-se debruçado sobre as manifestações e evoluções do fenómeno nacionalista e bem assim no estudo sobre a segurança numa perspectiva multidimensional, considerando as suas mais recentes interpretações (eg. segurança humana ou segurança energética). O Grupo tem também desenvolvido trabalho sobre o processo de integração regional no Sudeste Asiático, através do estudo das especificidades e evoluções da ASEAN, tanto numa perspectiva política, como económica e securitária. De entre as suas actividades regulares, destaca-se o State-Building Monitor. Têm merecido especial atenção alguns tópicos em particular, como a geopolítica da Índia no contexto da Ásia do Sul, a construção do Estado em Timor-Leste, a segurança energética no Sudeste Asiático (na Tailândia, na Malásia e na Indonésia), o nacionalismo (e irredentismo) na União Indiana, na Birmânia, na Tailândia, nas Filipinas e Indonésia e a evolução institucional da ASEAN, entre outros.

 

Projetos em curso:

voltar ao topo

Daxiyangguo - Revista Portuguesa de Estudos Asiáticos

Revista de Imprensa Asiática Principais Notícias

  • sexta, 19 outubro 2018 Rússia - Ucrânia

     "Officials with the Federal Security Bureau of Russia said that Russian border guards detained three ships of the Ukrainian Navy as the 

    latter were trying to travel across the Black Sea from the port of Odessa to the port of Mariupol in the Sea of Azov. The Ukrainian
    warships committed a number of provocative acts, FSB officials said."

     

     

     

  • sexta, 19 outubro 2018 Filipinas

    "MANILA: Rights groups raised fears yesterday after Philippine President Rodrigo Duterte announced plans to create a “death squad” targeting 

    suspected communist rebels, saying it would worsen the “calamity” triggered by his deadly drug war."

     

  • sexta, 19 outubro 2018 EUA - CHINA

    “Tit-for-tat retaliation” may be the singular option for the United States to halt an ever-broadening Chinese influence campaign that 

    targets American freedoms and democracy, according to a report written by some of the US’ most prominent China experts and issued on
    Thursday."

     

     

Ver todas